Democratas contra o aumento de impostos

Home / Câmara / Democratas contra o aumento de impostos

Protagonistas do processo que, em 2007, pôs fim à CPMF, os deputados do DEM reafirmam posição contrária a qualquer proposta de criação da contribuição ou de tributação semelhante a ela.

“Os Democratas foram os mais ferrenhos opositores desta proposta que eu espero não ver mais nunca, que é a chamada CPMF”, afirmou José Carlos Aleluia (BA), integrante da comissão especial da reforma tributária. “Temos uma posição muito clara contra qualquer imposto que se transforme em ferrugem da economia”, completou.

Primeiro vice-líder do DEM, Marcelo Aguiar (SP) também manifestou posição contrária ao tema e lembrou da grave situação econômica. “O País ainda vive uma grave crise, fruto do desgoverno do PT, e o aumento de impostos vai dificultar ainda mais a retomada da economia. Reforço minha posição contrária à recriação da CPMF, à elevação ou criação de impostos”, afirmou. Marcelo Aguiar disse: “Reconheço a gravidade do momento, assim como sei que trabalhadores e setor produtivo não aguentam mais impostos. Precisamos buscar alternativas. Mais impostos, não”.

O líder Efraim Filho (PB) disse não à proposta de recriação do imposto derrubado pelos Democratas com apoio da sociedade em 2007. “Num momento em que a economia começa a dar sinais de recuperação e pode sair da UTI, propor a recriação da CPMF é como desligar os aparelhos”.

O deputado da Paraíba falou sobre a proposta do governo de implementar a reforma tributária por etapas. “Alguns temas podem ser tratados via medida provisória”, disse.

Entre os temas que, para o líder Efraim Filho, podem ser tratados por MP estão aqueles relacionados à desburocratização e simplificação de procedimentos tributários. “São temas que precisam ser tratados de forma célere e uma MP pode ser a solução”, afirmou.

Publicado por Ricardo Costa
Texto: Assessoria Democratas